segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Domingo com voce

Olá queridos...

Esse mês resolvi fazer uma postagem especial...

Recebi de Deus boas noticias, inspiração dada pelo meu amor e resolvi contemplar a quem gosta de bons escritos com um novo texto.


Espero sinceramente que gostem....



Domingo com você!
João Luiz Batista Mattos

E meu domingo terminou
Engraçado que as vezes pensava que era tudo tão triste
Minha vida era tão vazia
Agora parece que tem sentido
Fecho meus olhos e vejo você
Um sorriso, uma doçura, uma verdadeira mulher
Escritos de amor, são feitos para serem escritos
Vidas existem, sim, para serem vividas
Pensamentos existem, para serem analisados
Quem sabe postos em pratica
Um amor existe, apenas para ser único
Não há possibilidade de não se amar
Ou não deixar-se amar
É tudo tão calmo, tranqüilo e suave
Nos apreciamos
Nos entendemos
Temos entre nós os mesmos gostos
O feelling entre nós é único
Até pensamos em não fazer certas coisas
Contudo, pensamos e agimos em nome do amor
Hoje, meu domingo terminou
Enquanto eu voltava para casa
Pensava carinhosamente em você
E é assim que quero pensar por toda a minha vida
Sabe por quê?
Porque te amo!

domingo, 1 de agosto de 2010

Fim de domingo...

Olá queridos leitores...

Quero agradecer pelas 200 visitas nesse mês, é muito importante saber que meus textos atraem a atenção das pessoas!

Eu tenho andado atarefado, essa coisa de casar é boa mas termina tomando todo o tempo para os preparativos.

Bem, o texto de hoje não é novo, mas é um texto que retrata bem o fim de um domingo....

Apreciem!


Fim de Domingo
João Luiz Mattos Souza
No instigante fim de domingo
O pequeno instante de solidão
Parece que nunca acaba
Senti realmente o que é o amor
Um lindo romance
Um pequeno instante
Poucos gestos
Grandes emoções
E no jogar das palavras
Me atrapalho
Em sua frente me embaraço
Não sei se me calo
O medo surge
Quando nós nos despedimos
A solidão me acompanha
Nos confins da vida
Um dia espero lhe encontrar
Me farás feliz como na primeira vez
Sentirei novamente o amor
E assim descansarei em paz!