domingo, 29 de março de 2009

Esse texto é bem uma confissão de valores, sentimentos e ideias que passam e transpassam na minha mente...

De tudo que vem e vai constantemente e que me deixa pensativo sobre tudo e com tudo!

Espero que voces pensem também!

Abraço a todos!



Confissões de vida

João Luiz Batista Mattos

Confesso que andei errante...
Confesso que procurei me encontrar onde não estava aqui...

Confesso que aprendi a esperar...
Confesso que mesmo não tendo mais certeza

Confesso que estar bem é apenas o que interessa...

Confesso que fui teimoso e que sou sincero...

Confesso que insisto em ter vontade própria...

Confesso que ainda acredito no coração das pessoas..

Confesso que em minha vida, não há espaço para mentiras...

Confesso que já andei cansado...
Confesso que aprender é custoso...

Confesso que mesmo não sendo réu confesso...

Confesso que em meio a tudo nada resta

Confesso que tudo coopera para minha completa felicidade...

Confesso que não tenho mais paciência...
Confesso que tudo que penso, sinto e anseio só depende de mim...

Confesso que há sim esperança para aqueles que sonham...
Confesso que nunca poderá pensar desistir é o caminho mais curto...
Confesso sim, que vou além de onde minha imaginação me permite levar...
Confesso que ainda vivo a sonhar...

Confesso também, que não há mais nada a confessar...
Nem medo, nem dúvida, nem pesar...

Confesso que uma hora será tempo para amar, perdoar e solidificar!








Um comentário:

!! disse...

Fazendo uma visitinha e curtindo seu blog, beijinhos!!!