sábado, 7 de fevereiro de 2009

Assim que é...


Assim que é...

João Luiz Batista Mattos

Ser acusado é ruim por demais...

Ser o eu sou não é fácil...

Viver tranqüilo...

As vezes parece ser utopia...

Escolher e ser escolhido

Não é a questão que define

O tudo e o nada...

Nada é tudo quando não se tem muito...

Tudo, se torna nada quando se vive mau...

Ir e vir nem sempre adianta...

Chorar, espernear e falar alto tão pouco...

Sonhar adianta...

Quando se tem vontade de realizar...

Mesmo sem ser aquilo que eu queria ser...

Vou voando na asa de um tufão..

Assim chegando onde eu nem sei porque chegar...

Mesmo assim

Não sou nada

E nem serei nada...

Talvez seja melhor não ser

Para não sofrer e não fazer sofrer

Quero apenas acordar e ter um dia de sol e um copo dagua...

Sem meu coração na mão..

Leve, louco e bicho solto como sempre fui...

Me sentindo bem

E levando a música

Ganhando meu próprio sorriso.


Nenhum comentário: